4 de junho de 2011

Sol & Lua - Erika Monterisi

Hoje em dia vemos uma explosão impressionante de novos autores, as dificuldades por eles encontradas são inúmeras, mas é certo que hoje em dia publicar um livro se tornou bem mais acessível. Muitos desses autores se lançam para o mundo com romances, mas ao contrário do que podíamos observar em épocas anteriores, os romances agora são recheados de criaturas sobrenaturais, como vampiros, lobisomens, anjos...

Seres lendários que antes participavam de narrativas de terror, passaram a ser símbolos das agruras da vida humana, e mais do que isso almejam a mortalidade mais do que nunca. Voltados para um público infanto-juvenil estes autores alçaram seus sucessos com uma receita única de seres sobrenaturais+romance= sucesso!

Mas entre estes autores, que utilizam de fórmulas pré arranjadas, e sem grandes surpresas, com personagens tão profundos quanto uma poça de água, vemos florescer alguns outros autores, que ao contrário de apresentar algo vazio ao leitor, buscam fazer uma narrativa elaborada.

Sol & Lua é um livro de romance, onde um vampiro se apaixona por uma humana, até aí podemos observar a velha fórmula utilizada de forma exaustiva, porém a autora, Érika Monterisi, imprime em seus personagens uma maior personalidade, que em alguns momentos do livro podem parecer exageradas, mas que ao final acabamos por compreender suas intenções.

A personagem principal, ao contrário das heroínas de outros livros possui opiniões bem fortes, acreditando sim no seu príncipe encantado, mas lembrando sempre que ele veio de um sapo. Sua naturalidade ao encarar os feitos de seu amado Phill são explicados pela autora, não nascendo do nada e sem qualquer motivo. Hanna amadurece ao longo do livro, na medida em que conhece mais do mundo e de si mesma.

Os vampiros dos livros seguem a mesma linha de Anne Rice, que podemos basicamente resumir em impulsivos. Cada personagem vampiro possui uma característica própria, destaco Andrew, que ao contrário de viver uma existência amargurada por sua condição aproveita ao máximo, tirando proveito disso.

Phill é um personagem apaixonado, e pode parecer extremamente inocente em uma primeira impressão, mas da mesma forma que Andrew se entrega a sua existência, porém comedido por seu amor por Hanna.

Existem outros vampiros, Pamela e Hugo, e juntos eles formam uma família, em um relacionamento baseado nas melhores chances de sobrevivência.

Sol & Lua possui uma narrativa que vai contra as encontradas em livros do gênero, colocando personagens mais próximos da realidade, enquanto descreve belas paisagens cariocas. Um livro gostoso de ler, e que também discute alguns assuntos como alma, reencarnação, inserindo um tom interessante a narrativa, deixando-a mais rica.

A autora certamente deve amadurecer em alguns pontos de sua narrativa, mas no seu todo, a obra ficou boa, superando inclusive alguns famosos autores brasileiros do gênero "vamp", principalmente no quesito "prender o leitor".

Aqui deixo uma sinopse retirada na íntegra do site do livro:

"...A Hanna é uma menina de 16 anos extremamente comum. É carismática, mas ao mesmo tempo, fechada, ela não fala muito sobre o que sente. Na verdade, ela se fecha para esse tipo de coisa e acha muito "fútil" ser a maioral. Tem sonhos como todas as meninas dessa idade (a maioria): estudar, se formar, casar e ter filhos.

"Tudo começa quando seus pais e ela se mudam de Salvador para o Rio de Janeiro. A sua vida vira de cabeça pra baixo e ela perde tudo que tinha de mais valioso: seus amigos, seu quarto. Sai de um apartamento espaçoso para um quarto e sala. Não possui mais um lugar para desenhar, para ficar só no seu mundinho.

"Porém, numa viagem para Friburgo, quando foi visitar uma amiga de infância, conhece alguém que muda a sua vida. Um homem, que se diz vampiro: Phill Smith. Ela não acredita, debocha até, mas depois de alguns assassinatos na zona rural da cidade, ela começa a achar estranho toda essa história.

"No desenrolar, ela se vê metida numa rede tramada por todos dessa família de vampiros: Andrew (advogado criminalista), Pâmela, Hugo e Phill. Uma história de amor, paixão, desejos, poder e mistérios antigos que só a instiga a prosseguir. Hanna quer entender o tudo que está acontecendo ao seu redor, porém Phill insiste que sentir é mais importante que entender. Ele sabe que ela precisa amadurecer para conseguir entender os mistérios que os unem."

Fica aqui uma dica de leitura!!!