7 de janeiro de 2013

Rotina

Passa lento o dia
Horas que não sorriem
Boca ainda no ontem

Ao menos sustento, suporto?
Cansaço frio, nublado
Trancado, sem sol

Vi a criança a brincar
Triste começo
De uma sorte volúvel

Mas seu riso me trouxe
O calor de um presente
Antídoto terno
De um beijo mordaz

E o que digo? É erro
Vaidade em buscar
O vento veloz

Sem me reconhecer
Nas pegadas que fiz
No universo sutil

Que infinito nasceu.
No asfalto incolor
Grito a cor de viver


Escrito em 19 de julho de 2012,
em um caderno de pensamentos.

Imagem: Pray,
by Leslie Ann O'Dell.