20 de novembro de 2009

Maquinária Festival 2009

No início deste novembro que agora já quase se despede, São Paulo tremeu sob as pancadas de uma máquina. Não, não a máquina comum do trânsito ou do stress. A máquina da música!

O Maquinária Festival 2009 ocorreu nos dias 7 e 8 de novembro, consolidando-se como um dos maiores festivais brasileiros de música e arte.
Arte? Sim, arte! O evento contou com espaços reservados à arte urbana, onde artistas plásticos puderam exibir suas obras.
Além disso, todo o evento, que ocorreu na Chácara do Jockey, em São Paulo, foi planejado pensando também no meio ambiente. Com triagem e reciclagem (feitos no próprio local) do lixo produzido no evento, auditoria de meio ambiente e atividades interativas, o festival valorizou as exuberantes árvores do local, oferecendo sombra natural nos espaços de convivência.
Espaços de convivência???? Sim! Houve restaurantes (que não estavam tão caros quanto se poderia esperar!), banheiros (os quais eu gostaria de nunca ter visitado!) e um espaço agradável entre os estandes - de marcas como Hurley e UOL - que tornaram possível não só a curtição dos shows, mas também a interação entre fãs de diferentes estilos e esferas musicais.
E música????? Cadê??????

O festival contou com dois palcos: um principal, onde ocorreram as grandes atrações; e o palco MySpace, onde bandas menores e algumas votadas em enquetes exibiram sons novos e diferentes.
Dia 7, no palco principal:
15h00 - Nação Zumbi
16h20 - Sepultura
17h40 - Deftones
19h30 - Jane's Adiction
21h30 - Faith No More

e no MySpace:
14h30 - Stevens
16h00 - Tico e o Rebu
17h20 - Sayowa
19h00 - Maldita
21h00 - Comodoro

Já no dia 8, no palco principal:
17h10 – Duff McKagan's Loaded
18h30 – Dir En Grey
19h50 – Panic At The Disco!
21h30 – Evanescence

e no MySpace:
16h00 - Volantes
16h40 - Terceira Edição
18h00 - Silicon Fly (oh não, eles não se contentaram com as vaias de 2007!)
19h20 - Hori
20h40 - Danko Jones

Opinião do autor!

Apesar de apenas ter ido no segundo dia, 08/11, queria muito poder estar presente em ambos. Isso porque o festival, o clima e o próprio espaço davam um ar de Woodstock a tudo! Incrível ver clássicos headbangers para ouvir Duff McKagan, metaleiros saídos de animes para ver Dir En Grey, seres saídos de High School Musical e Crepúsculo para ver Panic At The Disco! e todos estes e mais outros de muitos outros estilos para ver Evanescence!

Parece que a mistura não foi apreciada, certo? Errado!

É uma experiência única estar reunido com milhares de pessoas, todas em prol da música, seja esta na forma de um rock n' roll, um j-rock death metal, uma boy band ou um ex-pseudogothicpop rock. Isso porque as conversas, as zoações e, claro, os gritos desesperados ficam na sua cabeça horas a fio depois do show. E dias, semanas, meses, e talvez até anos!

O mais legal do Maquinaria Festival não é ver aquele(a) artista que você ama/adora/idolatra ali a poucos (ou muitos) metros de distância. É ver outros fãs gritando para outros artistas com a mesma lealdade que você! E, acima de tudo, é sentir a máquina da música pulsar acima, abaixo e, principalmente, DENTRO de você!

Site Oficial do Maquinaria Festival 2009

Abaixo você confere fotos e vídeos feitos por mim (!) do evento (quase nenhum está completo. Sinceramente, prefiro apreciar o show que ficar com uma câmera na minha frente olhando a telinha de LCD pra ver se enquadrei bem!). A ordem é Duff McKagan's Loaded, Dir En Grey e Evanescence (perdão aos fãs de Panic At The Disco!, mas não liguei minha câmera durante o show deles).











Vídeos:
























P.S.: Acho que não é difícil saber de qual show gostei mais, certo?
P.S.2: Agradeço muito ao Guilherme, por me acompanhar nessa excursão maluca que nos levou ao Maquinaria, e à Gabi, pela companhia perfeita durante o show do Evanescence.